sobre livros e a vida

18/11/2016

Tá Na Estante :: ‘Uma Canção de Ninar’ #604

Oi, gente. Tudo bem?

Estou de volta hoje com mais uma resenha para vocês. O escolhido da vez é o lançamento mais recente da autora Sarah Dessen, que saiu pela Editora Seguinte. Vamos conferir?!

Livro: Uma Canção de Ninar
Autora: Sarah Dessen
Editora: Seguinte
Páginas: 320
Sinopse: Remy não acredita no amor. Sempre que um cara com quem está saindo se aproxima demais, ela se afasta, antes que fique sério ou ela se machuque. Tanta desilusão não é para menos: ela cresceu assistindo os fracassos dos relacionamentos de sua mãe, que já vai para o quinto casamento. Então como Dexter consegue fazer a garota quebrar esse padrão, se envolvendo pra valer? Ele é tudo que ela odeia: impulsivo, desajeitado e, o pior de tudo, membro de uma banda, como o pai de Remy — que abandonou a família antes do nascimento da filha, deixando para trás apenas uma música de sucesso sobre ela. Remy queria apenas viver um último namoro de verão antes de partir para a faculdade, mas parece estar começando a entender aquele sentimento irracional de que falam as canções de amor…

Remy Starr não acredita no amor. Isso tudo tem a ver com a sua mãe, que já está indo para o quinto casamento em poucos anos. Remy é quem está organizando toda a cerimônia e acha tudo isso uma tortura, já que sabe que em breve a mãe irá se separar outra vez. Assim, todos os relacionamentos da menina começam já com prazo de validade e ela evita a todo custo se apegar.

O verão após a formatura no ensino médio chegou e ao lado das amigas, Remy só pensa em curtir as férias antes de ir para a faculdade no outono. Cada uma das quatros vai para um lado do país e elas querem passar o maior tempo possível juntas. Mas Remy não esperava que Dexter entraria em sua vida.
A menina está na revenda de carros do futuro padrasto, para tirar algumas dúvidas sobre o casamento, quando é abordada por Dexter. Ele tenta a todo custo puxar assunto, mas Remy mostra que não está interessada e o afasta, mesmo com toda a insistência do rapaz.

Ela vai embora e espera nunca mais encontrar com Dexter na vida, mas o caminho dos dois se cruza mais algumas vezes e ela começa a ficar intrigada sobre ele, já que consegue tirá-la dos eixos como ninguém. Só que então, Remy descobre que Dexter é músico e prefere se afastar, já que uma das suas principais regras de relacionamento é nunca se envolver com um músico.
Contudo, Dexter está determinado a conquistar Remy e não vai deixar essa regra tão boba separá-los. A jovem sabe que em breve terá que partir e não poderá entregar seu coração para Dexter, então evita se aproximar demais para não se apegar, tratando o garoto como apenas mais um. Mas é claro que dessa vez não será tão simples e ela precisará ser muito forte para não ter seu coração partido…
Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!
***
Sarah Dessen é conhecida mundialmente por seus livros young adults e eu sempre tive vontade de ler suas histórias, mas nunca tive a oportunidade. Então, quando a Seguinte anunciou o lançamento de Uma Canção de Ninar, decidi que este seria o meu primeiro contato com a autora e solicitei a obra, sem saber exatamente o que encontraria. E me surpreendi.
A escita de Sarah Dessen flui maravilhosamente. Eu tinha alguma ideia de que o livro seria um YA contemporâneo e esperava um grande clichê. Entretanto, a autora possui uma forte característica em sua narrativa, que deixa o texto mais maduro e me vi preso logo nas primeiras páginas.

Uma Canção de Ninar é narrado em primeira pessoa, sob a perspectiva da protagonista. Remy tem 17 anos e é muito madura para sua idade. Ela teve diversas experiências em seu passado que a tornaram um tanto amargurada e, muitas vezes, uma grande vaca. Só que ao invés de ficar mimizenta com isso, ela ligou o foda-se e está pouco se importando com o que os outros acham ou deixam de achar dela. Amei isso.
Quanto ao Dexter, foi impossível não me apaixonar por ele. Com aquela personalidade toda fofa e aquele jeitinho desligado, o roqueiro me conquistou logo de cara e fui gostando cada vez mais dele, conforme ele foi mostrando seu amor por Remy. A relação dos dois foi bem construída, evoluindo aos poucos e fez com que os dois amadurecessem. Achei isso mágico, pois Sarah mostrou que não é necessário um amor à primeira vista pra desenvolver um romance.
O desfecho da trama foi de tirar o fôlego. Não estava preparado para o que encontrei e fui surpreendido, já que a autora construiu algo completamente inovador. Lembrando que Uma Canção de Ninar foi publicado lá fora em 2002, o que mostra o quanto Sarah conseguiu se manter original até hoje.
Uma Canção de Ninar me causou uma excelente primeira impressão com Sarah Dessen e já estou louco para conhecer seus outros livros. Com certeza recomendo este título a todos. Deem uma chance e não vão se arrepender. Eu garanto.
Beijos e até a próxima!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
CLIQUE AQUI e saiba como participar!

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.