sobre livros e a vida

28/11/2016

Tá Na Estante :: ‘Sociedade da Rosa’ #614

Oi, gente. Tudo bem?

Essa semana eu concluí a leitura do segundo volume de uma série que me surpreendeu bastante e hoje vim contar para vocês o que achei. Vamos conferir?!

Livro: Sociedade da Rosa
Série: Jovens de Elite (#02)
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco Jovens Leitores
Páginas: 336
Sinopse: A sociedade da Rosa é o segundo volume da saga de fantasia medieval Jovens de Elite e mostra a jovem Adelina Amouteru com sede de vingança. Depois de ser renegada pela família, ela é traída por aqueles em quem confiou, e parte em busca de outros malfettos — sobreviventes da febre do sangue que, como ela, possuem dons fantásticos —, para formar um exército próprio e combater a Inquisição do Eixo. Mas o ódio e o medo que a alimentam podem levá-la por caminhos perigosos, e uma oferta tentadora vai testar a verdadeira natureza dos seus poderes e de sua personalidade. Uma sequência de tirar o fôlego para uma saga épica.

ATENÇÃO! Essa resenha pode conter spoilers de Jovens de Elite.

Adelina Amouteru conseguiu livrar-se das garras do seu pai tirano, descobriu ser uma Jovem de Elite com poderes inimagináveis e encontrou uma nova família na Sociedade dos Punhais. Contudo, quando se trata da garota, as coisas nunca são simples. Sua irmã, Violetta, foi capturada pela Inquisição e para mantê-la viva Adelina precisou tornar-se uma espiã, passando informações sobre seus novos amigos para Teren, o Inquisidor Chefe. 

O final de Jovens de Elite foi um plot twist daqueles. Adelina conseguiu resgatar Violetta das garras de Teren, mas não sem trazer consequências. Seus poderes estão fora de controle e mesmo assim ela estava determinada a ajudar os Punhais com seus planos de tomar o trono para se redimir, só que as coisas não saíram do jeito que ela imaginava.
Numa batalha sangrenta entre Enzo e Teren, o príncipe herdeiro acabou morto após um descontrole de Adelina. Sem seu líder, Raffaele assumiu os Punhais e expulsou a jovem de sua Sociedade por conta do seu descontrole. Sentindo-se traída, Adelina jurou vingar-se e agora, além da Inquisição, considera seus antigos parceiros também seus inimigos. 

Para seu plano de vingança, Adelina quer encontrar outros Jovens de Elite e formar sua própria Sociedade. Assim, ela parte com Violetta para uma pequena cidade litorânea, indo atrás de boatos sobre um Jovem de Elite conhecido como Magiano, que pode ser seu primeiro recrutado. Mas é claro que essa jornada não será tão fácil assim.
Por outro lado, vemos os olhos da rainha de Beldain, Maeve, voltados para Kenettra. Ela acompanhou todos os dilemas dos Punhais e com a morte de Enzo um plano se arma na mente da monarca. Maeve é uma Jovem de Elite com o poder de ressuscitar os mortos e essa sua habilidade poderá colocar Kenettra a seu dispor.
A rainha Giulietta conseguiu o trono que sempre sonhou, mas é uma líder fraca para seu povo, deixando suas ações serem dominadas pela influência de Teren. Com Kenettra enfraquecida, Maeve e Adelina veem ali suas chances de alcançarem seus objetivos. Ao lado de improváveis aliados, as duas enfrentarão diversos obstáculos e um confronto inolvidável se aproxima, onde aquela com mais poder vencerá. Quem será?
Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!
Depois do final de Jovens de Elite, fiquei super ansioso pela continuação. Eu já estava com Sociedade da Rosa em mãos, mas não quis emendar as duas leituras com medo do que esse segundo volume me traria. Após muito relutar resolvi me arriscar e ler a continuação. E preciso dizer que a espera valeu a pena.

Marie Lu pode ser considerada uma das autoras com mais plot twists da história da literatura. Ela resolveu apostar em algo completamente diferente em Sociedade da Rosa e mostrar um outro lado da trama política de seu universo e toda questão da rivalidade entre Adelina e os Punhais. Cada virar de página era uma nova surpresa e me vi tendo que interromper a leitura algumas vezes para respirar e me recuperar.

O livro segue sendo narrado em sua grande maioria em primeira pessoa, sob a perspectiva de Adelina. Entretanto, nessa continuação Lu resolveu apostar em mais visões em terceira pessoa, abordando outros personagens e amplificando a perspectiva do leitor sobre tudo que se desenrolava na sociedade. Achei isso fantástico.

Falando sobre os personagens, preciso falar sobre Adelina. Estou completamente encantado pela controvérsia da protagonista. Algo que me incomodou muito no primeiro livro agora é um dos fatores que me faz gostar da história. Nossa mocinha pode ser considerada uma vilã durante boa parte do tempo, já que seus objetivos não são tão puros assim.

A única coisa que me incomodou em Adelina foi o motivo para ela ter iniciado seu plano de vingança. Parecia uma criancinha de jardim de infância triste porque foi expulsa do grupinho dos populares e, de birra, foi lá e criou outro para destruir aquele que não a quis. Sério. Qual a necessidade disso? Acho que Marie Lu poderia ter explorado melhor essa questão.

O desfecho da obra também foi de tirar o fôlego e só posso aplaudir a autora por isso. As coisas se encaminharam para um lado que eu não esperava e fico me perguntando o que será do terceiro livro da trilogia. Ou Lu vai fechar a série com chave de ouro ou fazer uma confusão daquelas e estragar tudo. Nesse caso, não há meio termo.

Sociedade da Rosa não superou Jovens de Elite, mas foi uma excelente continuação e estou morrendo de ansiedade pelo último volume dessa série que a cada dia me surpreende mais. Com certeza recomendo a leitura pra vocês. Deem uma chance e garanto que não vão se arrepender!

Quer comprar este livro e muitas outras coisas com desconto? Clique aqui e descubra como ter cupons promocionais para utilizar em diversas lojas online. 😉

Beijos e até a próxima!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
CLIQUE AQUI e saiba como participar!

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.