sobre livros e a vida

23/12/2017

Tá Na Estante :: ‘Só os Animais Salvam’ #728

Olá, pessoinhas!

Aqui é a Denise do Blog Sacudindo as Palavras e hoje estou aqui a convite do Leo para falar sobre um lançamento deste ano do selo Dark Love, da Darkside Books. Vamos conferir?!

Livro: Só os Animais Salvam
Autora: Ceridwen Dovey
Editora: Darkside Books
Páginas: 240
Sinopse: Nós, humanos, achamos que somos o máximo. Mas o que temos feito com o nosso mundo? Só os Animais Salvam é um livro que tenta responder a essa pergunta de maneira inusitada. Cada um de seus contos é uma fábula moderna, narrada pela alma de um animal envolvido em mais um de nossos incontáveis conflitos e guerras humanas ao longo do último século, e suas espantosas e formidáveis histórias de vida e morte. Em meio ao caos, os animais conseguem encontrar esperança e inspiração em uma das atividades mais significativas que nossa espécie já criou: a literatura. Ceridwen Dovey reúne fragmentos e personagens da obra de escritores imortais e nos faz sonhar o sonho dos inocentes. Só os Animais Salvam.

Só os Animais Salvam é um livro de contos, que traz 10 histórias narradas por almas de animais, como camelo, gato, urso, entre outros, que morreram durantes episódios de guerra. A autora mostra como é o impacto desses conflitos históricos, como a Primeira Guerra mundial, Guerra Fria, Guerra do Iraque tem na vida de diferentes animais, mesmo que eles não estejam diretamente “dentro” da guerra.

Foto por Resenhando Sonhos

A maneira como a autora constrói as tramas, fez eu me apegar pelos animais e sentir um aperto no coração com todos os acontecimentos. O livro é narrado pelo ponto de vista dos animais e a escrita leve e sensível consegue passar o medo, o amor e o sofrimento desses animais nas diversas situações vividas por eles. 

Dentre os contos, eu gostei muito de três: Alma de gata, no qual uma gata vai parar em uma trincheira, durante a Primeira Guerra Mundial e, na esperança de voltar a sua casa, relembra a vida que tinha com sua dona antes de chegar ali. Alma de cachorro, que vai mostrar o sofrimento de um cachorro durante a Segunda Guerra Mundial, que sem ter o que comer quebra seus próprios “princípios”. Alma de mexilhão, que mostra a saga de um mexilhão por uma nova vida, mas que acaba em Pearl Harbor no exato momento em que acontece um dos bombardeios mais famoso e mortal da Segunda Guerra. 

“Aqueles que agem humanamente com animais não são necessariamente gentis com seres humanos.” 

Uma coisa muito legal é que a todo momento encontramos menção a outros autores, como Tolstói e Virginia Woolf, citando suas obras ou trechos de seus livros. No final da obra há uma lista completa de tudo que a autora usou como referência nos contos.

Foto por Resenhando Sonhos
A Darkside como sempre caprichou na edição. Durante toda a leitura encontramos ilustrações dos animais correspondentes a cada conto. Além disso, antes deles, acompanhando o título, há título a data e o local de morte do animal. Sendo assim, com essas informações entendemos o contexto histórico em que se passa a história.
Concluindo, Só os Animais Salvam é uma leitura reflexiva e, por vezes, triste, que mostra um o quão prejudicial são os conflitos de guerra, não só para nós, humanos, mas para os animais também. Leitura recomendada!
Beijos e até qualquer hora!

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.