sobre livros e a vida

24/05/2019

Tá Na Estante :: ‘O Livro do Cemitério HQ – Volume 2’

Em O livro do cemitério – volume 2, continuamos a acompanhar o crescimento do menino Ninguém Owens. Ele agora tem 11 anos, compreende mais o ambiente ao seu redor e desenvolveu gosto por novos hábitos, sendo o primeiro o amor pela leitura.

Sua sede por conhecimento e pelo novo não deixará saída para seu guardião Silas, que sabe que é chegada a hora de revelar a Nin detalhes da morte de sua família e dos perigos existentes fora dos muros do cemitério.

A verdade é que o misterioso assassino chamado Jack ainda está à procura do garoto para concluir sua missão a muito fracassada. E Nin precisa aprender mais sobre as ameaças que o cercam no mundo dos mortos e no mundo dos vivos.

Por esse motivo, Silas aceita quando Nin manifesta insistentemente seu desejo de frequentar a escola e interagir com os humanos, mas não sem antes garantir que qualquer informação sobre o garoto seja uma pista para o assassino à espreita.

O problema é que nem mesmo todos os cuidados de seu guardião e do povo do cemitério serão suficientes para garantir proteção eterna ao garoto vivo. Seu destino é estar cara a cara com o homem chamado Jack, e, é nesse encontro de tirar o fôlego que Nin e o leitor terão as respostas sobre o fatídico dia em que a vida de um bebê e toda a sua família foi brutalmente alterada.

***

Após ler O livro do cemitério – volume 1 e me encantar pela história do garoto que cresceu dentro de um cemitério aos cuidados de almas que ali jaziam enterradas, minha ansiedade por uma continuação foi quase que insuportável. Então, quando a Editora Rocco anunciou esse novo lançamento, imediatamente garanti meu exemplar para leitura. E não poderia estar mais satisfeito com o desfecho dessa história.

Embora criado em meio aos mortos, é evidente que Nin, como qualquer jovem de sua idade possui muitos conflitos interiores. Seus interesses mudaram, as crianças que antes lhe faziam companhia nas brincadeiras já não o satisfazem mais, afinal elas permanecem congelas no tempo, enquanto Nin continua a crescer e enxergar o mundo com outros olhos. Seu desejo por explorar o novo, por se sentir incluído e por fazer parte de algo maior são completamente justificáveis e pertinentes.

Nesse segundo volume, temos mais cenas recheadas de tensão e ação. E questões relacionadas ao desenvolvimento do personagem, seus anseios e inseguranças ganham maior foco na trama, mostrando que mesmo criado em um ambiente tão distinto, as necessidades humanas de Nin se fizeram presentes.

Em relação à arte gráfica, a obra é visualmente linda e rica de detalhes e cores que nos permitem transitar entre o mundo dos mortos e dos vivos através de suas páginas. Me vi imerso a cada momento da narrativa   fluída e envolvente de Neil Gaiman e me apaixonei pela ilustrações e traços únicos de cada artista que deu vida a essa graphic novel.

Em suma, O livro do cemitério – volume 2 me emocionou e superou minhas expectativas. O final, embora coerente com toda a jornada de Nin, foi de partir o coração, mas também deixou aquela sensação de orgulhoso. Deixo aqui novamente a minha recomendação para os amantes de GN e para os fãs de Neil Gaiman.

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.