sobre livros e a vida

24/06/2019

Tá Na Estante :: ‘No Ritmo do Amor’

Jasmine é uma jovem talentosa e que se destaca em meio multidão. Educada pela sua mãe em casa, ela cresceu com a ideia de que seu futuro não seria nada menos que fama e sucesso, o grande sonho (frustrado) da sua mãe. A jovem aceita o que lhe é imposto, pois tudo o que mais deseja na vida é conseguir o afeto e o orgulho da mulher que lhe criou, mesmo que isso custe o seu sonho que é cantar soul.

Depois de viver de cidade em cidade, Jasmine se muda para New Orleans e pela primeira vez se sente acolhida por um lugar e tem a chance de frequentar a escola pela primeira vez na vida e logo ela é considerada popular, sem precisar se esforçar.

Um dia, andando pela cidade, ela reconhece um dos alunos, Elliott. A reputação do garoto é totalmente oposta a dela, já que ele é o menino que mais sofre bullying no colégio, não é nada popular e há anos é perseguido pelos outros alunos, além de ser gago.

Elliott toca saxofone lindamente, e quando Jasmine o vê tocando na rua, a ligação que sente por ele é imediata. Logo eles se tornam amigos e os sentimentos começam a aumentar conforme vão passando tempo juntos. Apesar de todas diferenças entre os dois, a música os une.

Isso até que a mãe de Jasmine decide que é a hora de irem embora para outro país para focar na carreira da jovem, separando os dois. Não fosse o bastante, um terrível acidente acontece com Elliott, fazendo os dois se afastarem ainda mais.

“- O que é o jazz para você?’ ela perguntou, cruzando os braços. – O que significa para você?- Jazz é o lembrete que não estou sozinho, que eu não estou realmente sozinho.- É isso que o soul é para mim. Ela concordou. – É meu melhor amigo quando todo o resto do mundo é apenas um conhecido.”

Britanny é uma das autoras que mais gosto. Sua forma de escrita e os temas que aborda, juntos com o estilo new adult, me atraem sem nem eu ler sinopse, porque sei que as chances de gostar são enormes. Além de seus livros sempre terem capas lindíssimas.

O livro é dividido em dois tempos, eles adolescentes e depois de alguns anos da fase adulta. Me surpreendeu porque não imaginava que o livro mostrasse tanto do crescimento dos personagens, inclusive eu cheguei a pensar “o livro é sobre adolescentes e eles são adultos na capa??? Como assim?”.

Mas um pouco antes da metade os anos se passam e tudo começa a fazer sentido. E eu adoro isso! Conhecer ainda mais dos personagens, entender porque chegaram a tal ponto na história, compreender os motivos dos seus comportamentos na fase adulta.

“Como alguém poderia não ama-la? Ela era só coisas boas em um mundo onde tudo é ruim”

Em No Ritmo de Amor vemos como a diferença entre os personagens é uma forma de um completar o outro, que juntos eles são exatamente o que precisam, além de perceber o poder da música em unir as pessoas. Ele se entendem perfeitamente. Elliott é um personagem muito amorzinho, um rapaz que mesmo sofrendo na mão dos outros planeja passar pela fase e seguir bem a vida. É compreensivo e, mesmo na desvantagem, defende as pessoas que se importa.

Jasmine é uma menina que foi criada de uma forma que nunca desejou, mas se esforça para deixar a mãe feliz, para a deixar orgulhosa, mesmo que isso a faça infeliz. É grata e assim como Elliott, também tenta proteger os outros.

Quando ela percebe o bullying que ele sofre, faz de tudo para diminuir o tormento que ele passa – de tudo mesmo – mesmo que isso custe sua reputação e o que pensam dela. Os dois personagens são ótimos e cativantes e a parte da música é incrível! Fiquei curiosa e pesquisando sobre algumas músicas citadas durante o livro.

O livro aborda muitos temas fortes e é muito difícil não se emocionar em alguns desses momentos. Ele traz problemas com ambos os protagonistas e também com os personagens secundários, o que enriquece ainda mais todo o contexto geral.

A passagem dos anos é importantíssima para o final. Eu amei as duas fases e como os personagens se comportam depois de tantos anos e com muito mais bagagem de vida. Apesar de ter várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, não é exagerado e corrido, tudo acontece muito natural, e sempre que eles introduzem a música, me faz sentir algo mais leve e suave.

É um livro que transmite sentimentos e nos conquista com sua bela escrita, personagens bem construídos e desenvolvimento de uma boa história.

*Resenha postada originalmente por mim no Blog Recanto da Mi.

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.