sobre livros e a vida

15/11/2016

Tá Na Estante :: ‘Confissões de uma Garota Excluída, Mal-Amada e (um pouco) Dramática’ #602

Heeeey, gente. Tudo bem?

Hoje vou contar um pouquinho sobre um Infanto-Juvenil que li esses dias e que vocês tanto me pediram resenha. Bora lá?

Livro: Confissões de uma Garota Excluída, Mal-Amada e (um pouco) Dramática
Autora: Thalita Rebouças
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa… O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes… Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.

Teanira, ou simplesmente Tetê, tem 15 anos e está vendo sua vida mudar drasticamente. Após o pai perder o emprego, ela precisa mudar-se da Barra para Copacabana, onde vivem os avós. Sua família não é das mais fáceis de lidar. Os pais estão à beira do divórcio, a avó mete-se demais em sua vida, o bisavô divide o quarto com ela e não a deixa dormir de tanto que ronca… A única pessoa que se salva é seu avô, que é um grande parceiro da menina.

Como se não bastasse, a mãe de Tetê acha que é ELA quem precisa de um terapeuta. Caramba, ela é uma adolescente normal, que gosta de músicas tristes, curte a fossa como ninguém e que adora cozinhar – e desfrutar de seus dons culinários, o que a faz ganhar uns quilos, mas quem se importa?

A verdade é que Tetê nunca teve muitos amigos e sempre sofreu bullying, tanto na escola quanto na própria casa. Ela sempre foi alvo das chacotas por ter uma aparência um tanto desleixada e sofreu mais ainda quando teve sua primeira decepção amorosa, ao dar em cima de um garoto que acreditava gostar dela e ele rejeitá-la.
Tudo isso somado só baixou ainda mais a auto-estima da garota e essa mudança de bairro, e consequentemente de escola, só fará com que as piadinhas mudem de endereço. O ano letivo está prestes a começar e Tetê morre de medo do que está por vir.  Todavia, o primeiro dia de aula na escola nova é bem diferente do que ela poderia imaginar. Logo ela faz amizade com um garoto nerd e começa a pensar que pode se sentir parte de algo pela primeira vez. Isso até ela se apaixonar pelo garoto mais bonito da escola.
Se não tivesse drama, não seria Tetê. Não basta o garoto ser lindo e querido, ele tinha que namorar a menina mais irritante da escola, uma patricinha totalmente arrogante e nojenta. Determinada a mostrar para o boy que ela é melhor, Tetê mudará o visual e sua postura e começará a chamar atenção pela primeira vez na vida de uma forma positiva. Mas será que vai atrair os olhares certos?
***
Quando eu vi esse livro dentre os lançamentos da editora Arqueiro, foi amor à primeira vista pela capa. Já tinha lido algumas obras de Thalita Rebouças e gostado e essa parecia bastante promissora. Contudo, quando o livro lançou, vi várias críticas negativas e fiquei ressabiada quanto à leitura, tanto que adiei o máximo possível. E mesmo assim foi uma decepção.

A escrita de Rebouças é leve e fluida, mas não consegui criar conexão com a história. Narrado em primeira pessoa, sob a perspectiva de Tetê, o livro mostra que a protagonista não é só muito dramática, é irritante e exagerada. Precisei me controlar várias vezes para não jogar o livro longe e seguir na leitura.
Porém, o que mais me incomodou na história de Thalita foi aquela velha questão do esteriótipo. A protagonista é aquela garota que não se encaixa nos padrões e que é alvo de chacotas. Muda de escola, muda de vida e passa por um extreme makeover, porque ser bonita é sinônimo de ser legal. Gente. Para que tá feio!
Além disso, temos o Zeca, um personagem homossexual que também se encaixa no esteriótipo do melhor amigo gay, cheio de trejeitos e todo afetado e escandaloso. Sonho com o dia que os personagens gays não serão tratados dessa forma na literatura nacional, mas parece que vai demorar para isso acontecer.
Mas nem tudo no livro é ruim. Thalita criou um núcleo com o novo amigo de Tetê, Davi, e sua família que passa grandes lições e até conseguiu me emocionar. Ele mora com os avós desde que perdeu os pais e esse cenário apresenta grandes reflexões sobre a vida. Adorei.

O final me incomodou também, porque achei realmente que Thalita inovaria e deixaria Tetê descobrir o amor-próprio sozinha, sem precisar de um boy magia para ajudá-la nisso. Caramba. Em uma sociedade com o feminismo tão em alta, é triste ver um livro adolescente alimentando essa coisa de que precisamos dos homens para nos sentirmos completas.
Sobre a edição, a Arqueiro caprichou bastante. A capa é bastante atrativa e a diagramação está maravilhosa, com desenhos especiais nas mensagens de WhatsApp trocadas e nas receitas criadas por Tetê. As páginas são amareladas, a fonte é grande e a revisão está impecável, como todos os livros que leio da editora.
Confissões de uma Garota Excluída, Mal-Amada e (um pouco) Dramática foi uma grande decepção pra mim e não consigo recomendar a leitura. Contudo, essa é minha opinião e peço que leiam para tirar suas próprias conclusões. Vai que…

Beijocas e até a próxima!!!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
CLIQUE AQUI e saiba como participar!

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.