sobre livros e a vida

03/11/2016

Tá Na Estante :: ‘Confissões de um Amigo Imaginário’ #594

Oi, gente. Tudo bem?

Acho que finalmente consegui sair da minha ressaca literária. Ontem à noite li um livro inteiro e hoje vim contar para vocês o que eu achei. Vamos conferir?!

Livro: Confissões de um Amigo Imaginário
Autora: Michelle Cuevas
Editora: Galera Júnior
Páginas: 176
Sinopse: Uma imperdível aventura de alguém que descobre existir apenas na imaginação de uma garotinha. Um livro para todos aqueles que, um dia, já se sentiram à margem, deixados de lado… invisíveis Jacques tem uma leve suspeita de que ninguém gosta dele. Professores o ignoram solenemente quando levanta a mão e até mesmo seus pais precisam ser lembrados de colocar um lugar à mesa para ele! Graças a Deus por Fleur, a irmã e companheira constante. Mas então Jacques descobre uma verdade devastadora: ele não é o irmão de Fleur; é seu amigo imaginário! E aí começa uma tocante e divertida busca por seu eu verdadeiro. Uma imperdível jornada em busca do significado da vida leva Jacques de encontro às mais peculiares crianças, imaginárias e reais, e o faz descobrir a incrível e invisível maravilha de ser quem se é.

Jacques Papier tem oito anos e acha que todo mundo o odeia. Quer dizer, quantas vezes ele já não fez diversas coisas pra chamar atenção e as pessoas simplesmente o ignoraram? Seus pais esquecem de colocar um lugar para ele na mesa, o motorista do ônibus fecha a porta na sua cara e até os professores ignoram quando ele levanta a mão para responder as perguntas.
A única pessoa que está sempre ao seu lado é sua irmã gêmea, Fleur. Os dois construíram uma grande relação ao longo dos anos e compartilham sonhos. Fleur está sempre ali para ele e Jacques acha que ela confia plenamente nele, até que ouve uma conversa dos pais a respeito da irmã. Ao que tudo indica, Fleur tem um amigo imaginário… e nunca contou isso para ele!

Revoltado, Jacques resolve criar seu próprio amigo imaginário para brincar. Logo ele percebe que isso não é algo tão fácil, mas quer provar que pode imaginar tão bem quanto Fleur. No entanto, quando Jacques conhece a Vaqueira Patinadora, não demora muito para descobrir algo que mudará sua vida.
A verdade é que Jacques Papier não existe. Ele é um amigo imaginário, criado por Fleur. Como os pais da garota incentivam a imaginação, sempre deram corda para tal devaneio da filha e fizeram ele acreditar que era real. Desolado com essa revelação, Jacques partirá em uma jornada de autodescoberta. Ao confiar nas pessoas erradas, enfrentará perigos inimagináveis, mas também conhecerá pessoas incríveis que mudarão sua vida para sempre.
Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!
Quando vi Confissões de um Amigo Imaginário dentre os lançamentos da Galera Record, confesso que não me atraí muito. Well foi quem gostou da premissa e resolveu solicitar. Só que como os livros solicitados chegam aqui em casa, resolvi dar uma chance a leitura, pelo fato da obra ser curta e eu estar de ressaca, e acabei me surpreendendo.
A escrita de Michelle Cuevas é leve, fluida e bastante dinâmica, bem voltada para o público infanto-juvenil. Adorei a forma como ela desenvolveu a história e me vi preso logo nas primeiras páginas, querendo saber o que aconteceria com Jacques.
O livro é narrado em primeira pessoa, sob a perspectiva do protagonista. Jacques é um personagem único. Ele é divertido e tem um humor sagaz, que me fez rir várias vezes durante a leitura. O mais legal do personagem é sua devoção e lealdade aos amigos, sempre ajudando, mesmo que não precise. Amei essa sua característica.
Cuevas trata de temas bastante importantes na infância, mas o foco principal é o bullying. Ele é tratado de diversas maneiras no decorrer da narrativa e aos poucos Jacques vai mudando vidas ao mostrar que você só se torna invisível se acreditar nisso. Ele mesmo descobre coisas sobre si mesmo e aprende que existe muito mais no mundo do que ele sequer podia cogitar.
O final foi o que mais me agradou. Confesso que nas últimas páginas algumas lágrimas se formaram em meus olhos. Michelle Cuevas criou o desfecho de uma forma a provar que a amizade verdadeira é pra sempre, seja ela imaginária ou não. Amei demais o modo como tudo aconteceu.
Sobre a edição física, a Galera deu um show. A capa é lindíssima e tem tudo a ver com a história. O miolo conta com diagramação simples, ilustrações feitas pelo próprio Jacques, páginas amareladas e fonte grande. A revisão está impecável, não lembro de ter encontrado erros. Minha única ressalva se dá ao espaçamento, pois quase não há margens.
Confissões de um Amigo Imaginário é um livro doce e interessante. Não é nenhuma obra-prima ou uma trama inovadora, mas merece ser lido. Com certeza recomendo a todos!
Beijos e até a próxima!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
CLIQUE AQUI e saiba como participar!

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.