sobre livros e a vida

24/10/2017

Sonhar não paga imposto…

Heeey, gente. Tudo bem???

Estava mexendo na minha agenda do início do ano e mexendo em algumas das minhas metas. Este ano foi diferente, eu escrevi poucas metas, em sua maioria sonhos que realmente fazem parte de mim, coisas que eu realmente iria alcançar. Enquanto marcava um vezinho nas coisas que aconteceram, percebi que tive mais do que pedi e foi uma sensação incrível. Ainda vou sentar para escrever tudo de bom que aconteceu e compartilhar com vocês, mas no post de hoje eu quero comentar um pouco sobre os diferentes tipos de sonhos.

Durante toda a minha vida, acreditei que não fomos feitos para viver sozinhos ou realizar as coisas sozinhos. Às vezes a gente precisa de uma forcinha extra, seja no físico da ação ou no incentivo à ela. Alguém que diga vai e faz ou vem e vamos fazer, sabe? Esse tipo de pessoa auxilia na realização de metas e sonhos, que passam a pertencer a ela também. Além disso, sempre separei meus sonhos em partes. Eu sonho em comer uma pizza e comprar um livro, assim como sonho em fazer uma viagem para o exterior e comprar um carro.


É meio complexo, mas ter essas definições de sonhos separados faz bem. É como se a todo momento estivéssemos realizando algo importante, nos satisfaz. E posso falar? Realizar sonhos grandes ou pequenos trazem o mesmo tipo de sentimento, o mesmo tipo de gratidão, o mesmo tipo de felicidade.

Nenhum sonho é pequeno, mas podemo categorizar desta forma algumas coisas mais simples. Um livro, um encontro com os amigos, um brigadeiro com netflix. No meu caso, a minha pequena realização do ano foi tirar o passaporte. Uma coisa simples e que estava na minha lista de desejos há alguns anos, recebi um empurrãozinho e fui. Graças a Deus.

Da linha de sonhos medianos, aquele tipo de coisa que não acontece num piscar de olhos, precisa do mínimo de planejamento e possivelmente alguns meses de espera. Realizei um muito especial, que me motivou a criar mais e elevou a qualidade do que eu já faço: comprei minha câmera. Trocar de câmera está na minha lista desde de 2015 e tornar isto real foi uma coisa incrível!

E tem aqueles sonhos altos, coisas que levamos anos para conseguir e que exigem um planejamento mais eficaz. Para realizar este sonho eu precisei realizar o primeiro sonho, o mais simples, sem ele não seria possível fazer a minha incrível EuroTrip ♥ Confesso que sequer imaginei que pudesse acontecer neste ano, ou nesta década, mas eu não poderia estar mais feliz. Aconteceu!

Sonhos existem para serem sonhados e vividos, ambos com toda a intensidade possível. Eles podem crescer, diminuir, ser trocado, mas nunca deixar de existir. Eu ainda tenho muitos sonhos para realizar, e você? Qual sonhou realizou este ano?

Beijocas e até a próxima!!!

***
Esta postagem é válida para o COMENTÁRIO PREMIADO.
Clique AQUI para saber como participar.

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.