sobre livros e a vida

11/06/2021

Sem Ar, de Jennifer Niven

Claudine Henry tinha os próximos passos de sua vida bem demarcados. O ensino médio está acabando e como ela e sua melhor amiga, Saz, vão para faculdades diferentes, decidiram partir em uma viagem de carro juntas no verão, antes da derradeira despedida. Mas uma notícia familiar coloca toda a vida de Claude em cheque e tira seu chão.

Quando o pai de Claude a chama para conversar, ela sabe que algo está errado, mas em momento algum esperava que ele anunciaria o divórcio. Com essa notícia, tudo que a menina conseguiu absorver foi que seu pai não queria mais uma família e estava mandando ela e a mãe para longe.

Assim, todos os planos de viagem de Claude precisaram ser cancelados. Ela e a mãe então partem para Atlanta, para visitar os avós da menina, e depois vão para uma ilha ao sul da Geórgia, onde passarão o resto do verão, de forma que a mãe faça pesquisas para seu novo livro. O local é uma reserva natural, com praticamente nada para fazer e onde não há sinal de internet. Somando tudo isso com a gama de sentimentos dentro de Claude, a menina está a ponto de surtar.

Quando Claude bate os olhos em Jeremiah, a química entre eles é inegável. O garoto é um espírito livre da ilha, com muitas histórias a contar sobre tudo, exceto sobre ele mesmo. Não se sabe se é a beleza, a personalidade ou o mistério de Jeremiah que atraem Claude, mas não demora para a garota começar a nutrir sentimentos pelo rapaz.

Contudo, ao final do verão Jeremiah vai partir e ele não quer se envolver com ninguém, para não magoar e nem ser magoado quando precisar ir embora. Estará Claude preparada para se aventurar por essa relação com prazo determinado? Conseguirá a menina resistir a este forte sentimento, mesmo sabendo que terminará com o coração partido?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Jennifer Niven é uma das minhas autoras queridinhas do coração. Suas obras anteriores – Por Lugares Incríveis e Juntando os Pedaços – têm lugar cativo na minha estante. Há tempos eu esperava por um novo lançamento da autora e quando a Editora Seguinte anunciou o lançamento de Sem Ar, minhas expectativas foram lá no alto. Acho que aí foi o meu erro, ir com muita sede ao pote.

A escrita de Niven costuma ser muito envolvente, mas aqui senti uma dificuldade em me conectar à trama. Acho que o que faltou foi sentir empatia por Claude. A personagem é quase adulta, mas tem atitudes de uma criança, completamente imatura e dramática. Sério. Muitos dos problemas que ela cria poderiam ser resolvidos com diálogos, o que os deixa ainda mais rasos.

A narrativa é feita em primeira pessoa, pela perspectiva de Claude. O desejo dela de se isolar no início é tão grande que levam várias páginas de monólogos internos até que se tenha um diálogo, o que dificulta a fluidez da leitura. Além disso, a personagem é bastante egoísta com seus pensamentos e parece esquecer que a mãe também está sofrendo com um divórcio.

Jeremiah Crew é um dos poucos pontos positivos da trama. Seu ar misterioso e seu jeito de bad boy sexy despertam a atenção de Claude – e a nossa – logo em sua primeira aparição. Gostei muito do jeito que o personagem leva sua vida, preocupado com a natureza e ajudando todos que o cercam. A química dele com Claude é muito boa, mesmo que a menina estrague alguns dos melhores momentos deles juntos.

O final foi impactante. Sem Ar é o livro mais pessoal de Jennifer Niven, baseado em sua própria história, e eu senti que ela deixou todas as suas emoções acumuladas para se soltarem no final. Conforme fui avançando na leitura e percebendo para onde a história ia se encaminhar, eu já comecei a preparar meu coração, mas mesmo assim foi difícil não me emocionar.

Por fim, Sem Ar é um livro que eu queria ter gostado, mas não me agradou da forma que eu esperava. Ainda sou um grande fã de Jennifer Niven e com certeza lerei mais obras suas, mas essa em específico eu deixarei na estante apenas para completar a coleção.

*Resenha postada originalmente por mim no Blog Recanto da Mi.

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.