sobre livros e a vida

27/10/2021

O Poder, de Naomi Alderman

Em “O Poder” de Naomi Alderman conhecemos a trajetória de Roxy, Allie, Margot e Tunde, personagens de diferentes lugares do mundo e com características bem distintas. Eles vão influenciar o mundo através de um poder exercido pelas mulheres.

O poder surge em meninas entre 15 e 16 anos, e é como uma “trama”, localizado na região da clavícula que desce pelo braço e para na mão, tornando-as capazes de conduzir correntes elétricas, com intensidades variadas, que eletrocutam coisas e pessoas causando dores e até morte. Meninas que já possuem esse poder podem ativá-lo em outras com o simples choque. À medida que mais mulheres vão adquirindo esse poder, homens começam a sentir medo de sair às ruas.

Roxy é forte e corajosa, filha de um mafioso inglês. Ao presenciar a morte da mãe, vai buscar vingança entrando no submundo da máfia, onde fará bastante uso de seu poder.

Allie é uma adolescente americana órfã, viveu em lares adotivos e, no lar atual, é abusada pelo pai adotivo. Ela foge de casa, cria uma seita e torna-se sacerdotisa. Nessa seita, ela irá ensinar e inspirar mulheres do mundo todo.

Margot é prefeita de uma cidade nos EUA e com uma relação difícil com o governador, ambiciosa, tem duas filhas e uma delas despertará o poder na mãe. Por viver no meio político, Margot vai usar o poder para se beneficiar e ascender na política.

Tunde filmou a primeira mulher usando o poder de eletrocutar alguém. As imagens viralizam na internet e ele acaba tornando-se jornalista cobrindo novos casos. É ele quem irá mostrar uma visão masculina desse poder desenvolvido pelas mulheres.

Nessa distopia, os capítulos são alternados entre o ponto de vista desses personagens e podemos compreender como o poder se espalha entre as mulheres no mundo.

A autora mostra, em uma visão crítica, a forma como o poder corrompe as pessoas. É interessante observar como Alderman colocou o poder nas três personagens mulheres: no submundo da máfia, na política e na religião e como se deu o impacto na sociedade. A narrativa da história começa 10 anos antes do grande acontecimento, quando as transformações e as mudanças que o poder exerce vão acontecer na vida da população.

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.