sobre livros e a vida

14/06/2016

Na Telona :: ‘Como Eu Era Antes de Você’ #41

Oi, gente. Tudo bem?

Aconteceu ontem aqui em Porto Alegre mais uma cabine de imprensa, dessa vez de um filme aguardado por muitos de vocês, e por isso não pude deixar de ir conferir e vir contar o que achei. Vamos conferir?!

Filme: Como Eu Era Antes de Você
Título Original: Me Before You
Diretor: Thea Sharrock
Distribuidora: Warner Bros
Duração: 1h50min
Lançamento: 16 de junho de 2016
Classificação: 12 anos
Sinopse: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

Aos vinte e seis anos, a vida de Louisa Clark não é das mais interessantes. Ela ainda mora com os pais, está há sete anos em um relacionamento estagnado com Patrick e trabalha em um café. Sua vida se resume a ir da casa pro trabalho e vice-versa, sem grandes emoções. Mas tudo começa a mudar quando ela, uma das principais provedoras de renda da casa, perde seu emprego.
Apesar da idade, Lou não tem muita experiência profissional e conseguir um novo trabalho pode ser mais difícil do que parece. Porém, ela está determinada a fazer o que for preciso para conseguir dinheiro e após algumas tentativas frustradas, uma grande oportunidade surge em seu caminho, mas Lou precisará de todo seu jogo de cintura para levar isso adiante.

É um contrato temporário, de apenas seis meses, onde Lou deverá dar assistência a um homem tetraplégico. Há dois anos, Will Traynor sofreu um acidente e perdeu os movimentos. Ele adorava sua vida e ver-se preso em uma cadeira de rodas sem conseguir locomover-se o deixou extremamente frustrado e amargurado. O trabalho de Lou é simples: animar Will e fazer-lhe companhia, mas o homem deixa logo de cara que não quer ela por perto.

Aos poucos, Lou vai penetrando a barreira erguida por Will com seu jeito único e irreverente de ser. Só que quando ela sente que está finalmente criando um laço com o rapaz, uma bomba cai em seu colo e sua perspectiva acerca de seu trabalho muda drasticamente. A partir de então, Lou não medirá esforços para contornar essa situação e trazer o Will pré-acidente de volta à vida. 
Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de assistir!
Baseado no best seller de Jojo Moyes lançado em 2012, Como Eu Era Antes de Você era, provavelmente, uma das estreias mais aguardadas do ano para muitos leitores. O livro conquistou uma legião de fãs, mas confesso que só o li no último final de semana e não achei lá essas coisas. Minhas expectativas para o filme não estavam muito altas, mas foram supridas. Eu, particularmente, vejo inúmeros problemas no enredo, que não vou comentar aqui, mas que tornaram a experiência não muito prazerosa.

Os atores estão sensacionais representando seus papéis. Emilia Clarke é a Lou perfeita. Ela conseguiu captar todas as nuances e a personalidade ímpar da personagem e transmitir para as telonas, conquistando quem assiste e divertindo com sua falta de jeito, arrancando muitas risadas. Sam Claflin também está maravilhoso, sendo lindo como sempre e apaixonante. Só que Will, pra mim, é um dos personagens mais controversos da literatura e não consigo criar um laço de empatia para com ele. Mesmo Claflin sendo um ótimo ator não conseguiu me fazer gostar do personagem. 
A fotografia do filme está belíssima, a trilha sonora está perfeita e o filme é extremamente fiel ao livro. No geral, até mesmo as frases ditas pelos personagens são iguais às do livro e para quem é fã é uma grande felicidade. Com exceção de algumas passagens que foram alteradas, para melhor entendimento do espectador que não conhece a obra original, feitas pela própria Jojo, que foi a roteirista. Só teve um aspecto do livro que senti falta no filme e que tenho certeza que teria dado mais profundidade à obra.

Na cabine, eu estava com quatro amigas e dessas, três saíram do filme chorando de soluçar. O filme é bonitinho e cumpre sua função de entreter e emocionar, mas confesso que senti falta de algo a mais. Não é minha intenção desmerecer a obra, mas sabe quando você termina de ver um filme e fica com aquela sensação de “okay, era isso?”? Foi o que senti quando os créditos finais começaram a subir.
Como Eu Era Antes de Você é, apesar dos pesares, um bom filme e pode agradar diversos públicos. Pensando nisso, recomendo a todos que assistam e tirem suas próprias conclusões sobre os contextos apresentados nessa obra.

TRAILER

Beijos e até a próxima!

***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique aqui e saiba como participar.

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.