sobre livros e a vida

04/03/2020

A DAMA MAIS APAIXONADA, de Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway

Esse é o segundo volume de um coleção de histórias escritas a três mãos, a resenha do primeiro livro você pode ler aqui.

Sobre a trama

Taran Ferguson é um proprietários de terras escocesas que não teve herdeiros e está vendo todas as suas conquistas irem pelo ralo quando seus dois sobrinhos não encontram esposas ou tem filhos, a fim de perpetuar a espécie. Diante de tamanho problema, o patriarca decide intervir e ajudar seus herdeiros na busca por esposas que sejam dignas de carregar seu sobrenome. É quando, numa noite de tempestade ele parte até o castelo de um conde inglês e sequestra quatro damas.

A ideia era trazer apenas três jovens de família nobre para que seus sobrinhos tivessem opção de escolha; no entanto, uma quarta jovem acabou caindo na rede, além de um duque, que estava apenas dormindo na carruagem onde os jovens foram sequestrados. Agora eles terão que lidar com a obrigatoriedade de ficarem em um castelo em ruínas, durante uma tempestade de neve que impede a saída e chegada de novas pessoas, além de estarem com um velho casamenteiro que não serve para o papel de forma nenhuma.

Apesar da situação controversa, todos conhecem a reputação de Taran e sabem que nada de grave irá lhes passar, então acabam encontrando maneiras para ocupar o tempo enquanto esperam a tempestade passar, nesse meio tempo acabam encontrando afinidades entre eles e desenvolvendo relacionamentos.

Um livro escrito a três mão poderia ser complicado, no entanto as autoras encontraram uma forma interessante para que a narrativa fosse facilmente escrita e entendida por nós, leitores. Alguns casais irão se formar ao longo da trama e cada autora ficou responsável pela trama de um desses casais, então os capítulos são divididos entre elas e a história de cada casal é narrada por vez.

O que eu achei

Um dos pontos mais interessantes é como todas as tramas se conversam e também como as narrativas quase não se modificam entre a história de uma autora e da outra, o que comprova um bom trabalho de edição. Apesar de cada história ter um tempo curto para o desenvolvimento, achei que as autoras foram muito felizes na forma como desenvolveram os romances, sem deixar nada muito forçado ou fora de senso.

Por se passar na Escócia, mas ainda assim ter personagens britânicos, a trama tem uma leveza especial, também curti bastante a mistura de cultura dos personagens e achei legal a forma como todos tem personagens muito distintas, especialmente as garotas. O livro tem uma pegada bem sensual, que casou muito com o envolvimento dos casais e com as propostas entregues pelas autoras.

Estou amando essa série e já ansiosa para saber o que elas vão aprontar em próximos livros – que eu espero que existam! Indico bastante a leitura para quem curte romance de época, especialmente para quem curte narrativas por várias mãos.

Já leram algo parecido? Me conta aqui nos comentários!

Ei, eu sou a Barb, tenho 27 anos, sou baiana, estudei Letras e compartilho conteúdo desde 2010 na internet. Por aqui, escrevo sobre tudo que faz meu coração bater mais forte.

Se inscreva no meu canal do youtube

Além do meu amor pela leitura e pelas histórias de romance, eu compartilho vlogs sobre a minha rotina e trabalho, mostrando como é a vida de uma baiana morando em Madrid, na Espanha.

Ei, inscritos no Telegram

Faça parte do nosso grupo aberto e gratuito no Telegram. Lá os inscritos recebem novidades, conteúdos exclusivos, além de um podcast semanal (em áudio) sobre o que se passa na mente da criadora de conteúdo.

Telegram

Quer receber minha newsletter?

Vamos conversar mais de pertinho? Enviamos conteúdos semanais sobre assuntos mais intimistas: reflexões sobre a vida e situações cotidianas.